Só faltava essa

          GOVERNAR, o atual presidente ainda não governou; dizer como é que vai governar, isso não disse; mostrar um plano de governo, também não mostrou. O que é que fez Bolsonaro até agora? Só fez onda; ondas ideológicas e diversionistas que estão aprofundando o racha e as tensões no país – até entre seus correligionários.

       Ontem mesmo o líder da frente parlamentar da agropecuária (FPA) na Câmara, deputado Alceu Moreira (MDB-RS), esbravejou: “Chega!”. Ele se referia aos “meninos do Bolsonaro”. Irritado e em altos brados, deixou a Câmara dizendo “Acabou a paciência!”.

        O deputado sabe que a visita de Bolsonaro a Israel é desnecessária, improdutiva e inoportuna. E pior: pode dar prejuízo comercial (em médio e longo prazo) para o país, especialmente para o setor do agronegócio, que fez de tudo para pôr o homem lá no Palácio do Planalto.

          Dizem que os árabes não estão gostando nem um pouco dessa tietagem basbaque do capitão para com o premiê israelense Bibi Netanyahu. Eles, os árabes, são os nossos maiores compradores de carne, e ameaçam cortar a importação desse produto se a proximidade do Brasil com o governo de Israel se aprofundar.

          Mas o prejuízo não ficaria restrito tão somente ao setor da comercialização de carnes: o Golfo Pérsico, segundo dados do Siscomex, é detentor de fundos soberanos que estariam dispostos a fazer investimentos no Brasil, especificamente nas áreas de logística e infraestrutura.

           É por isso  que o agronegócio e setores da burguesia nacional andam de cabelo em pé com as bazófias e patacoadas do capitão e suas crias incontroláveis.

       A última foi do senador Flávio Bolsonaro, que usou o Twitter para provocar o movimento palestino-islamita Hamas. Referindo-se a esse grupo, que controla a Faixa de Gaza, o bravateiro senador tuitou: “Quero que vocês se EXPLODAM!”. O senador é valente, pero no mucho – já apagou a mensagem tuitada – as melhores coisas que esse povo do Bolsonaro tem feito é mesmo “voltar atrás”.

          Foi exatamente essa provocação do filho do presidente no Twitter que fez o líder do agronegócio na Câmara “explodir”: “Chega desses meninos do Bolsonaro, não dá mais!”. O deputado está preocupado com os prejuízos comerciais que uma provocação gratuita como essa pode gerar para o setor que representa.

         E tem razão o deputado. Mas há outros prejuízos: o Brasil preza por uma posição (histórica) de neutralidade perante o conflito árabe-israelense. Trata-se de um conflito religioso (e étnico) dos mais complexos, milenar. Não é, como diria o Tom Jobim, para principiantes.

           Meter o bedelho numa briga dessas, sem ser chamado e sem conhecimento de causa, é uma porra-louquice que não se espera de um senador.

          Não dá pra dizer que a decisão do Bolsonaro-pai de abrir um escritório em Jerusalém (medida totalmente desnecessária) e a provocação de seu filho ao grupo Hamas colocam o Brasil na rota do terrorismo internacional. Não dá. São atitudes ideológicas e desastrosas do ponto de vista diplomático e comercial. Só isso… por enquanto.

         Mas que esse povo do Bolsonaro anda procurando chifre em cabeça de cavalo, ah!, isso anda. E faz tempo.

          Vê lá se o capitão-presidente tinha de se meter com a Venezuela, ameaçando invadir ou ajudar os Estados Unidos a invadirem o país vizinho; vê lá se era caso de cogitar a mudança da embaixada brasileira de Tel-Aviv para Jerusalém; vêm lá se é pra sair no mundo elogiando ditadores como Alfredo Stroessner e Augusto Pinochet; vê lá se precisava provocar o Hamas…

          Só faltava agora aos brasileiros, tão distantes de toda essa pendenga étnico-religiosa do mundo árabe-judeu, andarem preocupados com as explosões do Hamas, cuja existência e objetivos mal conhecemos, e muito de longe. Só mesmo um desavisado para pôr esse tipo de problema na ordem do dia, na pauta dos brasileiros – que têm muito mais o que fazer; muito mais com que se preocupar.

          Vamos trabalhar, pessoal!

__________

http://www.avessoedireito.com

Esse post foi publicado em Avesso e marcado , . Guardar link permanente.

4 respostas para Só faltava essa

  1. Viviane Neme Canpos disse:

    Não tenho a menor ideia de quem seja esse Deputado. Tampouco de suas razões, mas faço minhas as palavras dele: chega!
    É demais para mim! Provocar o Hamas?!
    Não é nem muito animador mandar esse pessoal trabalhar.
    Dá medo! Não sabem minimamente o que fazer ou medir as consequências de seus atos.
    A coisa pode piorar … 🤦🏻‍♀️.

  2. marcos disse:

    A intenção é colocar o brasil na rota do terrorismo, é no medo que esse pessoal se cria. Quanto mais inimigo, melhor.

Deixe uma resposta para Viviane Neme Canpos Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s