Só faltava essa

          GOVERNAR, o atual presidente ainda não governou; dizer como é que vai governar, isso não disse; mostrar um plano de governo, também não mostrou. O que é que fez Bolsonaro até agora? Só fez onda; ondas ideológicas e diversionistas que estão aprofundando o racha e as tensões no país – até entre seus correligionários.

       Ontem mesmo o líder da frente parlamentar da agropecuária (FPA) na Câmara, deputado Alceu Moreira (MDB-RS), esbravejou: “Chega!”. Ele se referia aos “meninos do Bolsonaro”. Irritado e em altos brados, deixou a Câmara dizendo “Acabou a paciência!”.

        O deputado sabe que a visita de Bolsonaro a Israel é desnecessária, improdutiva e inoportuna. E pior: pode dar prejuízo comercial (em médio e longo prazo) para o país, especialmente para o setor do agronegócio, que fez de tudo para pôr o homem lá no Palácio do Planalto.

          Dizem que os árabes não estão gostando nem um pouco dessa tietagem basbaque do capitão para com o premiê israelense Bibi Netanyahu. Eles, os árabes, são os nossos maiores compradores de carne, e ameaçam cortar a importação desse produto se a proximidade do Brasil com o governo de Israel se aprofundar.

          Mas o prejuízo não ficaria restrito tão somente ao setor da comercialização de carnes: o Golfo Pérsico, segundo dados do Siscomex, é detentor de fundos soberanos que estariam dispostos a fazer investimentos no Brasil, especificamente nas áreas de logística e infraestrutura.

           É por isso  que o agronegócio e setores da burguesia nacional andam de cabelo em pé com as bazófias e patacoadas do capitão e suas crias incontroláveis.

       A última foi do senador Flávio Bolsonaro, que usou o Twitter para provocar o movimento palestino-islamita Hamas. Referindo-se a esse grupo, que controla a Faixa de Gaza, o bravateiro senador tuitou: “Quero que vocês se EXPLODAM!”. O senador é valente, pero no mucho – já apagou a mensagem tuitada – as melhores coisas que esse povo do Bolsonaro tem feito é mesmo “voltar atrás”.

          Foi exatamente essa provocação do filho do presidente no Twitter que fez o líder do agronegócio na Câmara “explodir”: “Chega desses meninos do Bolsonaro, não dá mais!”. O deputado está preocupado com os prejuízos comerciais que uma provocação gratuita como essa pode gerar para o setor que representa.

         E tem razão o deputado. Mas há outros prejuízos: o Brasil preza por uma posição (histórica) de neutralidade perante o conflito árabe-israelense. Trata-se de um conflito religioso (e étnico) dos mais complexos, milenar. Não é, como diria o Tom Jobim, para principiantes.

           Meter o bedelho numa briga dessas, sem ser chamado e sem conhecimento de causa, é uma porra-louquice que não se espera de um senador.

          Não dá pra dizer que a decisão do Bolsonaro-pai de abrir um escritório em Jerusalém (medida totalmente desnecessária) e a provocação de seu filho ao grupo Hamas colocam o Brasil na rota do terrorismo internacional. Não dá. São atitudes ideológicas e desastrosas do ponto de vista diplomático e comercial. Só isso… por enquanto.

         Mas que esse povo do Bolsonaro anda procurando chifre em cabeça de cavalo, ah!, isso anda. E faz tempo.

          Vê lá se o capitão-presidente tinha de se meter com a Venezuela, ameaçando invadir ou ajudar os Estados Unidos a invadirem o país vizinho; vê lá se era caso de cogitar a mudança da embaixada brasileira de Tel-Aviv para Jerusalém; vêm lá se é pra sair no mundo elogiando ditadores como Alfredo Stroessner e Augusto Pinochet; vê lá se precisava provocar o Hamas…

          Só faltava agora aos brasileiros, tão distantes de toda essa pendenga étnico-religiosa do mundo árabe-judeu, andarem preocupados com as explosões do Hamas, cuja existência e objetivos mal conhecemos, e muito de longe. Só mesmo um desavisado para pôr esse tipo de problema na ordem do dia, na pauta dos brasileiros – que têm muito mais o que fazer; muito mais com que se preocupar.

          Vamos trabalhar, pessoal!

__________

http://www.avessoedireito.com

Esse post foi publicado em Avesso e marcado , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s