Pesquisas e palpites IV

       AS ÚLTIMAS pesquisas, feitas e divulgadas ontem pelos principais institutos (Datafolha, Ibope e Vox Populi), indicam que Jair Bolsonaro lidera a corrida presidencial com percentuais de intenção de voto entre 34% e 41%, seguido de Fernando Haddad, que teria entre 22% e 27% dessas intenções.

           A primeira conclusão (ou palpite) que se pode tirar daí é que, como já se previa, haverá mesmo segundo turno. Só uma “onda” gigantesca (tipo “tsunami eleitoral”) em favor de um ou de outro evitaria a segunda volta. Teremos, portanto, no segundo turno, o confronto direto entre o candidato da extrema direita e o postulante da esquerda.

         Na segunda rodada, as pesquisas indicam empate técnico entre os dois candidatos. Mas é cedo pra falar nisso. No jargão eleitoral, costuma-se dizer que o segundo turno é “outra eleição” – a dinâmica é outra, a lógica é outra, e é outra também a percepção e o posicionamento do eleitorado; não dá pra arriscar palpite nenhum, será uma eleição disputada no corpo a corpo, voto a voto.

          Mas algumas especulações (só especulações, hein?!) são possível. Por exemplo, em condições normais, e levando-se em conta o histórico de eleições passadas, quem passa para o segundo turno em primeiro lugar tem mais chance de vitória – nesse caso, Jair Bolsonaro seria o favorito para vencer e, a final, chegar ao Palácio do Planalto.

         Todavia, esta eleição de 2018 não está sendo disputada em “condições normais”; é uma eleição atípica. Assim é porque vive-se neste momento uma grande crispação do eleitorado; uma enorme polarização política; há também muita insegurança por parte do eleitorado – tanto é verdade que as pesquisas indicam empate técnico entre os dois primeiros colocados, no segundo turno.

           Ou seja, o resultado da eleição para a Presidência da República está em aberto; mais ou menos como aconteceu na eleição passada, entre Dilma e Aécio, quando a vitória da petista se deu por uma pequena margem de votos, e o resultado definitivo só foi conhecido bem no finalzinho da apuração.

           Por isso, meu palpite é de que a eleição, de novo, se dará pela contraposição entre petismo e antipetismo. Dizem, porém, que agora há outros ingredientes influenciando o processo eleitoral como, por exemplo, a incerteza maior do eleitorado, a forte campanha pelo WhatsApp, o abuso de fake news, a influência da internet superando a da tevê etc., o que tornaria qualquer previsão algo arriscado; não dá pra falar muita coisa.

            Concordo que não há previsão segura neste momento – se é que algum dia houve em alguma eleição. Mas, parece-me que o pleito deste ano, mais uma vez, será definido pelo confronto das forças conservadoras, de direita, agrupadas em torno do candidato Jair Bolsonaro, e as forças progressistas, de esquerda, posicionadas ao lado de Fernando Haddad – fácil ver, portanto, que teremos um novo petismo versus antipetismo.

            Acontece que, desta feita, o petismo está acuado; basta dizer que seu maior líder (Lula da Silva) está preso e amordaçado: não pode fazer campanha, não pode votar e não pode sequer falar. Já o antipetismo está solto (“saiu do armário” com força), pode fazer campanha e falar à vontade – apesar de que o candidato Bolsonaro e seu vice quando falam nem sempre ajudam suas próprias campanhas.

          Pelas pesquisas, podemos perceber que o país continuará dividido, os ânimos e a polarização continuarão firmes… e tendem a prosseguir mesmo após as eleições – até quando? Dificilmente o voto do povo (qualquer que seja o resultado das eleições) pacificará o país – o candidato da extrema direta já disse que não aceita derrota.

             O candidato da esquerda, por outro lado, disse que respeita a vontade soberana do povo, aceita qualquer resultado, mas a esquerda – e boa parte da população -, tem dificuldades para aceitar a prisão e o amordaçamento de Lula sem crime comprovado – essa será uma “ferida permanentemente aberta”; parece que a paz nos virou as costas e resolvemos flertar com a guerra; ou com o abismo – será uma longa noite.

__________

http://www.avessoedireito.com

Esse post foi publicado em Avesso e marcado , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s