As pesquisas e a inveja

        O INSTITUTO Datafolha, cujo grau de confiabilidade atinge hoje 95%, confirma o favoritismo inexcedível do ex-presidente Lula da Silva para a próxima eleição presidencial: 39% das intenções de voto. E confirma mais: Lula não só continua na frente como está subindo nas pesquisas.

         Isso não é novidade: já era sabido e consabido. Mas há um outro dado, esse sim, muito interessante (e até surpreendente) que o Instituto Datafolha constatou na mesma pesquisa: o Partido dos Trabalhadores é, de longe – mas de muito longe -, o preferido dos eleitores; e em todas as regiões do país: de Norte a Sul, de Leste a Oeste.

             No cômputo geral, o PT tem 24% da preferência dos eleitores brasileiros; os que se aproximam mais (MDB e PSDB) têm míseros 4% cada um; o resto não tem a preferência de ninguém, ou não passa de 1%. É difícil explicar isso. Porque a maioria dos analistas pagos pela mídia da casa-grande vem decretando a “morte do PT” todo santo dia – e há muito tempo.

             E não adianta dizer, preconceituosamente, que a popularidade do PT é só no Norte e no Nordeste, onde estariam – como já disse uma vez o ex-presidente FHC -, os “eleitores “mais pobres e menos informados”. Nas regiões Sul e Sudeste, onde pretensamente os eleitores seriam mais esclarecidos, o PT tem a preferência, respectivamente, de 17% e 20%, enquanto que o partido de FHC não passa de minguados 6% de simpatizantes.

           Essa pesquisa confirma que nenhum partido político no Brasil tem a capilaridade que o PT tem. Tampouco o enraizamento popular que essa agremiação partidária construiu desde sua fundação em 1980: raiz no movimento sindical; nos movimentos sociais; nos movimentos campesinos; nas comunidades eclesiais de base; nas comunidades periféricas; no movimento de minorias discriminadas e nos segmentos artísticos e universitários mais progressistas.

          Os números estão aí. Eles não mentem. Não adianta brigar com eles. Mas a elite brasileira (e a classe média que a imita e sustenta) não engole esses números nem sob tortura; nem pendurados de ponta-cabeça no pau de arara – tem gente que anda se descontrolando por causa dos resultados dessas pesquisas eleitorais.

          Elas revelam também que o povo não “engoliu” o golpe. Mesmo sob a pancadaria ininterrupta da mídia empresarial, mesmo sofrendo as consequências de uma atuação seletiva (e arbitrária) de setores da Polícia, do Ministério Público e da Justiça Federal, mesmo assim, o Partido dos Trabalhadores e seu líder máximo continuam desfrutando da mais absoluta preferência popular.

          Uma das causas da prisão de Lula, e as inúmeras tentativas de cassar o registro do Partido dos Trabalhadores, pode ser explicada exatamente por aí – pelo resultado de consultas como essas (Datafolha, Ibope, Vox Populi, CNT/MDA), que há muito vêm apontando a derrota da direita nas próximas eleições presidenciais – e uma derrota vexaminosa: se deixarem o Lula disputar, periga não ter nem segundo turno.

           Naturalmente que isso acaba acirrando ainda mais a já acirrada polarização político-ideológica que tomou conta do país desde algum tempo; desde que a direita resolveu retomar o poder na marra por meio de um golpe de Estado que arrasou nossa democracia em construção.

          O problema é que o resultado dessas pesquisas eleitorais acaba também atiçando o ódio político, social e de classe – os que não aceitaram o resultado das urnas em 2014, que fizeram tábula rasa de 54 milhões de votos dos brasileiros, são os mesmos que não aceitam agora o resultado das pesquisas para a Presidência da República.

        Mas, querendo ou não, os números dizem que Lula seria, matematicamente, o próximo presidente do Brasil. Um líder carismático e arguto como ele é daquelas figuras políticas que só aparecem de longe em longe, de século em século. Por mais paradoxal que seja, essas pesquisas que sacramentam a popularidade de Lula da Silva são as mesmas que despertam todo esse ódio contra ele… e muita inveja também.

__________

http://www.avessoedireito.com

Esse post foi publicado em Avesso e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s