O guinness de Lula

               É INCRÍVEL, mas a pesquisa da CNT/Sensus apurou que o presidente Lula deixa o governo com 87% de aprovação – digna de um Guinness World Records. Essa marca supera aquela conquistada pela ex-presidente do Chile, Michelle Bachelet, que também atingiu níveis estratosféricos de popularidade e deixou o governo com 84% de aprovação do seu desempenho. Aliás, a marca de Lula superou até mesmo a do lendário Nélson Mandela (82%), de Franklin Delano Roosevelt (66%) e do estadista francês Charles de Gaulle (55%).

             A popularidade de Lula – sua aprovação e seu pequeníssimo  nível de rejeição -, coloca-o no mesmo patamar, ou talvez acima, da popularidade de um Getúlio Vargas e de um Juscelino Kubitschek, o que pode transformar o presidente operário num verdadeiro mito da política brasileira. Mas um mito autêntico, telúrico, desses saídos de baixo, do seio das lutas e das camadas populares.

           Embora não seja o caso de fazer comparações, pois foram dois governos com programas, objetivos e resultados diametralmente opostos, é interessante lembrar que o antecessor de Lula, segundo a mesma CNT/Sensus, oscilava sempre na casa dos 30% a 33% de aprovação (menos da metade da aprovação do atual presidente). E num de seus piores momentos, quando chegou a ter ridículos 8% de avaliação positiva (dez vezes menos que Lula), talvez fosse o caso de conceder também a FHC o seu guinness book da popularidade negativa.

              A avaliação positiva de Lula tem razão de ser. O desempenho de seu governo na área da educação, da economia, da saúde, da política externa e, sobretudo, na área social, não têm exemplo na história da república, e, portanto, não deixam margem à dúvida: Lula teve o desempenho de um verdadeiro estadista. Os números de seu desempenho falam por si mesmo: maior crescimento econômico, maior inclusão social; maior valorização do salário mínimo; maior presença na política, enfim, coisa de guinnes mesmo.

          Esse desempenho de Lula, mais do que surpreendente, é inquietante. Não surpreende porque o Presidente da República nada mais fez do que executar, com persistência e coragem, um programa de governo democrático, criado e amadurecido ao longo de mais de 20 anos. É inquietante porque, pela primeira vez, um presidente ousa governar para todos os brasileiros – não apenas para a elite -, e prova que isso pode dar certo, ou melhor, prova que esse talvez seja o único caminho certo.

                 De quebra, Lula ainda destruiu impiedosamente um outro preconceito que a elite enfiou na cabeça da classe média brasileira: provou que não é preciso ter diploma da Sorbonne, nem falar cinco línguas, para governar democraticamente o Brasil – mas tudo isso representa um rude golpe no brio e na autoimagem das elites, bem como na soberba e vaidade de seus porta-vozes e representantes.

                Claro que nos adversários de Lula – por variadas razões -, sempre vão contestar os números e o desempenho do presidente. Isso é óbvio. Mas até nisso Lula merece um guinnes: foi o presidente que enfrentou as maiores diversidades para governar um país aparentemente ingovernável como o Brasil. Enfrentou a campanha naturalmente contrária dos adversários; a campanha sórdida da mídia empresarial; as oligarquias que nunca admitiram, sequer,conversar com os trabalhadores, e, por fim, enfrentou como nenhum outro presidente o preconceito contra suas origens humildes.

        Costumo dizer que a eleição de Lula num país conservador como o Brasil – dominado economicamente pelas elites, e, ideologicamente, pelos “barões” da mídia oligopolista e burguesa -, é uma façanha sem exemplo na história. Reeleger-se, então, é quase um milagre. E fazer um governo – um não, dois – tão bem-sucedido como ele fez (em todos os sentidos) é outra proeza; ou melhor, é outro milagre. E se não for milagre, será, no mínimo, uma coisa pra guinness book mesmo; e digam o que disserem as vozes discordantes, que as há – mas números são números.

__________

http://www.avessoedireito.com

Esse post foi publicado em Avesso e marcado , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s